Desmascarando 8 mitos sobre análise técnica

Alguns traders e investidores denunciam a análise técnica (AT) como um estudo superficial de gráficos e padrões sem quaisquer resultados concretos, conclusivos ou lucrativos. Outros acreditam que é uma espécie de Santo Graal que, uma vez dominado, gerará lucros consideráveis. Esses pontos de vista opostos levaram a conceitos errados sobre a análise técnica e como ela é usada.

A análise técnica tenta capturar a psicologia e o sentimento do mercado, analisando tendências de preços e padrões gráficos para possíveis oportunidades de negociação. Ao contrário da análise fundamental, os analistas técnicos não se preocupam necessariamente muito com as empresas por trás das ações que negociam ou com a sua rentabilidade.

Alguns equívocos sobre análise técnica baseiam-se na educação e no treinamento. Por exemplo, um trader treinado na utilização apenas de fundamentos pode não confiar de todo na análise técnica. Mas isso não significa que alguém treinado em análise técnica não possa utilizá-la com lucro.

Outras suposições da AT baseiam-se em más experiências. Por exemplo, o uso incorreto de indicadores técnicos muitas vezes leva a perdas. Isso não significa que o método esteja necessariamente errado; possivelmente a pessoa só precisa de mais prática e treinamento. O sentimento negativo pode ser perpetuado por um marketing sem escrúpulos, prometendo riqueza da noite para o dia se um simples indicador de AT for comprado e utilizado. Raramente é tão fácil.

Aqui estão oito mitos comuns de análise técnica – e por que eles simplesmente não são verdadeiros.

Principais conclusões

  • A análise técnica (AT) tenta capturar a psicologia e o sentimento do mercado, analisando tendências de preços e padrões gráficos para possíveis oportunidades de negociação.
  • Muitos oponentes da AT subscrevem mitos sobre a estratégia.
  • Os mitos comuns sobre o TA incluem que ele é apenas para negociação diária e usado apenas por traders individuais.
  • Outros mitos incluem a ideia de que a AT é rápida e fácil, com todas as decisões tomadas por software.
  • Alguns esperam erroneamente que a AT faça previsões precisas de preços e seja igualmente apropriada em todos os mercados financeiros.

1. A análise técnica é apenas para negociações de curto prazo ou day trading

É um mito comum que a análise técnica só seja apropriada para negociações de curto prazo e conduzidas por computador, como day trading e negociações de alta frequência. A análise técnica existia e era praticada antes que os computadores se tornassem comuns, e alguns dos pioneiros na análise técnica eram investidores e traders de longo prazo, e não day traders. A análise técnica é usada pelos traders em todos os intervalos de tempo, desde gráficos de um minuto até gráficos semanais e mensais.

2. Somente traders individuais usam análise técnica

Embora os indivíduos utilizem a análise técnica, os fundos de hedge e os bancos de investimento também fazem amplo uso da análise técnica. Os bancos de investimento possuem equipes de negociação dedicadas que utilizam análise técnica. As negociações de alta frequência, que abrangem uma parte significativa do volume negociado nas bolsas de valores, dependem fortemente de conceitos técnicos.

3. A análise técnica tem baixa taxa de sucesso

Uma olhada na lista de traders de mercado bem-sucedidos, com décadas de experiência em negociação, desmascara esse mito. Entrevistas bem-sucedidas com traders citaram um número significativo de traders que devem seu sucesso à análise técnica e aos padrões. Por exemplo, Assistentes de mercado: entrevistas com os melhores traders (Wiley, 2012) de Jack D. Schwager apresenta entrevistas com muitos profissionais que lucraram exclusivamente com o uso da análise técnica.

4. A análise técnica é rápida e fácil

A internet está repleta de cursos de análise técnica que prometem sucesso comercial. Embora muitos indivíduos entrem no mundo do comércio realizando a sua primeira negociação com base em indicadores técnicos simples, o sucesso contínuo no comércio requer aprendizagem aprofundada, prática, boa gestão do dinheiro e disciplina. Requer tempo dedicado, conhecimento e atenção. A análise técnica é apenas uma ferramenta, apenas uma peça do quebra-cabeça.

5. Software de análise técnica pronto para uso pode ajudar os traders a ganhar dinheiro fácil

Infelizmente, isto não é verdade. Existem muitos anúncios online de software barato e caro que afirmam fazer todas as suas análises para você. Além disso, os traders menos experientes às vezes confundem as ferramentas de análise técnica do software de negociação fornecido pela corretora com modelos de negociação que garantirão lucro. Embora o software de análise técnica forneça insights sobre tendências e padrões, ele não garante necessariamente lucros. Cabe ao trader interpretar corretamente as tendências e os dados.

6. Indicadores técnicos podem ser aplicados em todos os mercados

Embora a análise técnica possa ser aplicada a muitos mercados, classes de ativos específicas têm requisitos específicos. Ações, futuros, opções, commodities e títulos têm diferenças. Pode haver padrões dependentes do tempo, como alta volatilidade em futuros e opções próximas do vencimento, ou padrões sazonais em commodities. Não cometa o erro de aplicar indicadores técnicos destinados a uma classe de ativos a outra.

7. A análise técnica pode fornecer previsões precisas de preços

Muitos novatos esperam que as recomendações de analistas técnicos ou padrões de software sejam 100% precisas. Por exemplo, traders inexperientes podem esperar uma previsão tão específica como “a ação ABC atingirá US$ 62 em dois meses”. No entanto, analistas técnicos experientes geralmente evitam cotar preços de forma tão específica. Em vez disso, eles tendem a citar uma faixa como “a ação A pode movimentar-se na faixa de US$ 59 a US$ 64 nos próximos dois a três meses”.

Os traders que apostam o seu dinheiro em recomendações técnicas devem estar cientes de que a análise técnica fornece um intervalo preditivo e não um número exato. A análise técnica também trata de probabilidades e probabilidades, não de garantias. Se algo funciona com mais frequência, mesmo que não funcione o tempo todo, ainda pode ser muito eficaz na geração de lucros.

8. A taxa de vitórias em análise técnica deveria ser maior

É um mito comum que uma elevada percentagem de negociações vencedoras seja necessária para obter rentabilidade. No entanto, esse não é sempre o caso. Suponha que Peter faça quatro negociações vencedoras em cinco, enquanto Molly faça uma negociação vencedora em cinco. Quem tem mais sucesso? A maioria das pessoas diria Peter, mas na verdade não sabemos até obtermos mais informações. A lucratividade é uma combinação de taxa de ganho e recompensa de risco. Se Peter ganhar $ 20 com seus vencedores, mas perder $ 80 em sua única derrota, ele acabará com $ 0. Se Molly ganhar $ 50 com sua vitória e perder $ 10 com suas derrotas, ela sairá com $ 10. Ela está em melhor situação, mesmo com menos vitórias. A estruturação comercial adequada permite lucratividade mesmo com poucos vencedores

O resultado final

A análise técnica fornece uma grande variedade de ferramentas e conceitos para negociação. Existem traders bem-sucedidos que não o utilizam, e existem traders bem-sucedidos que o fazem. Alguns acreditam que a análise técnica é a melhor forma de negociar, enquanto outros afirmam que é equivocada e carece de base teórica.

Em última análise, cabe a cada trader explorar a análise técnica e determinar se ela é adequada para ele. Não garante lucros instantâneos ou 100% de precisão, mas para aqueles que praticam diligentemente os conceitos, proporciona uma possibilidade realista de sucesso comercial.

Você pode marcar esta página
LER  Topos e fundos triplos