Como funciona o seguro de responsabilidade do produto

Como funciona o seguro de responsabilidade do produto? Quais são seus benefícios e por que uma empresa de pequeno porte deve adquirir um seguro de responsabilidade do produto ? Se você procurar respostas para qualquer uma das perguntas acima, aconselho a ler.

O seguro de responsabilidade do produto foi desenvolvido para proteger os proprietários de empresas contra reivindicações de responsabilidade decorrentes de ferimentos e perdas sofridas pelo consumo de seus produtos. O seguro de responsabilidade do produto pode ser obtido por empresas manufatureiras , empresas de alimentos e bebidas, empresas farmacêuticas, empresas de construção e qualquer empresa que se dedique à venda ou fabricação de produtos para uso e consumo públicos.

a lei é geralmente solidária com os consumidores atualmente e muitas pessoas ganharam ações judiciais no valor de milhões de dólares em compensação de responsabilidade ; portanto, os consumidores não hesitam em entrar com ações judiciais quando sofrem perdas ou danos. As reivindicações de responsabilidade do produto também podem surgir como resultado de anúncios falsos ou enganosos.Se uma empresa, em uma tentativa de obter mais patrocínio, decide “exagerar” seus produtos e, eventualmente, é descoberta pelos consumidores, eles podem processar e, se a empresa for considerada culpada, eles deverão indenizar os consumidores.>

O seguro de responsabilidade do produto não era popular cerca de uma ou duas décadas atrás, mas agora, todos os fabricantes, atacadistas e varejistas são incentivados a comprar um, porque você nunca pode ter certeza sobre a segurança de seus produtos. Algumas das reivindicações de responsabilidade do produto feitas contra proprietários de negócios incluem:

4 exemplos de reivindicações de responsabilidade do produto contra as quais você deve se proteger

  • Falhas de produção: Vamos comer e drogas, por exemplo, . Devido à forma como nossos corpos respondem a esses dois itens, os fabricantes são apresentados com regras, procedimentos e técnicas estritas de saúde e segurança que devem seguir para proteger seus consumidores, mas se ocorrer um erro durante a produção, armazenamento ou manuseio e os itens forem expostos a substâncias nocivas e venenosas, a empresa será responsabilizada pelo que acontecer com os consumidores do produto.
  • Falhas de projeto: As empresas de produção também podem ser responsabilizadas se seus projetos ou qualquer componente de tais projetos forem considerados perigosos ou inseguros. Vamos considerar a eletrônica como exemplo; se o fabricante de um refrigerador usar alguns componentes defeituosos para a produção e, em consequência, um consumidor for exposto a perigos elétricos, a empresa será responsabilizada.
  • Instruções inadequadas: Espera-se que os produtos venham com manuais que explicitem todos os riscos e perigos potenciais associados ao seu uso. Também é esperado que os fabricantes forneçam instruções adequadas para o uso dos produtos e a falha em fazê-lo pode ser responsabilizado por danos aos consumidores.
  • Responsabilidade pelo fluxo de comércio: Muitos empresários pensam que a responsabilidade do produto é apenas para os fabricantes e produtores, mas não é. Varejistas e atacadistas também podem ser responsabilizados por danos devido à sua participação na colocação dos produtos no fluxo de comércio. Isso significa que sua empresa também participou da distribuição e das vendas do produto e seria responsabilizada por danos aos consumidores. Os atacadistas e distribuidores também podem ser responsabilizados se eles alterarem o design do produto ou realizarem alguma alteração nos produtos originais.

Quando você possui um seguro de responsabilidade do produto, sua empresa cuida do seguinte-:

6 maneiras pelo qual o seguro de responsabilidade do produto pode salvar sua empresa

    • Despesas médicas-: Em caso de lesões físicas, sua companhia de seguros cuidará das contas médicas incorridas pelos feridos.
    • Compensação -: Às vezes, quando esses acidentes acontecem aos consumidores de seus produtos, você não deseja que seja processado por causa do que isso pode fazer com a imagem da sua empresa. Nesse caso, você prefere resolver fora dos tribunais e compensar os consumidores. Espera-se que sua companhia de seguros pague a conta neste caso.
  • Danos punitivos: Alguns consumidores bastante difíceis podem recusar-se a resolver fora dos tribunais ou insistir em termos ridículos que você não pode encontrar, forçando-o a ir a tribunal. Nesse caso, se o tribunal finalmente considerar sua empresa culpada, alguma compensação será concedida ao reclamante.
  • Perdas econômicas: Pode haver algumas interrupções nos negócios durante o período da ação judicial e investigação que pode levar a uma redução de receita e, eventualmente, lucros. Mais uma vez, a companhia de seguros cuidaria dessas taxas.
  • Honorários advocatícios -: você precisaria de um advogado para defendê-lo em tribunal e os honorários advocatícios não são baratos, para que sua companhia de seguros também cuide dessas taxas.
  • Perdas sociais: Além disso, os casos de responsabilidade podem levar à má imagem da sua empresa e levar os clientes a boicotar seus produtos. Nesse caso, você precisaria iniciar alguma campanha de restauração para reconstruir a imagem da sua empresa e precisaria de fundos para isso que sua companhia de seguros também forneceria.

Para determinar seus prêmios pelo seguro de responsabilidade do produto , a companhia de seguros analisará alguns dos seguintes fatores:

  • O tipo de produto que você fabrica
  • Seu nível
  • Adesão às regras e regulamentos de segurança e saúde
  • Volume de vendas

Como lidar com as reivindicações de responsabilidade do produto

Para liquidação de reivindicações de responsabilidade do produto , o reclamante teria que descobrir todas as partes responsáveis ​​pelo prejuízo do fabricante até o varejista. Também seria esperado que ele estimasse a extensão de sua lesão e as perdas futuras como resultado da lesão, como perda de salários, sofrimento psicológico e emocional, despesas médicas e todas as outras contas em que ele possa incorrer no futuro. Se o dano resultar em morte, os dependentes do falecido podem assumir a posição de reclamante.

O reclamante pode optar por entrar em contato com a empresa diretamente ou através de seu advogado. Quando isso acontece, a empresa deve informar imediatamente a companhia de seguros e evitar a responsabilidade por danos. Isso pode levar à perda da cobertura do seguro.

As empresas também devem garantir que os representantes do atendimento ao cliente sejam treinados adequadamente para lidar com as reivindicações de responsabilidade do produto, porque provavelmente serão a primeira pessoa com quem o reclamante entra em contato e a maneira e maneira eles lidam com as reclamações podem ajudar a salvar a empresa da responsabilidade. As empresas também devem garantir que produzam seus produtos com estrita conformidade com regras e regulamentos sem comprometer os padrões e também garantir que executam controle de qualidade adequado e nunca deixem de recordar produtos suspeitos ou defeituosos .

Video
Você pode marcar esta página